Por favor configurar sua chave API!

Campo Maior Notícias

Notícias

 Extra!

Vasco perde para Cabofriense e vê invencibilidade cair após 13 jogos

Vasco perde para Cabofriense e vê invencibilidade cair após 13 jogos
março 17
22:16 2019

Após 13 jogos sem experimentar o sabor da derrota, o Vasco teve sua invencibilidade quebrada neste domingo (17). Com um gol de Rincon e outro de Bruno Lima, a Cabofriense venceu por 2 a 0 e bateu a equipe cruz-maltina no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica. O resultado também tirou o Flamengo da zona de classificação à semifinal da Taça Rio. Os vascaínos também seguem na 3 posição de sua chave.

O revés não traduz fielmente o que foi a partida, já que os vascaínos buscaram o gol a todo instante. A equipe da Região dos Lagos, por sua vez, apostou na organização defensiva e garantiu o resultado em duas das raras descidas ao longo do duelo.

Após o jogo em solo capixaba, o Cruz-maltino volta as suas atenções para o duelo de quarta-feira contra o Resende, às 21h30, no Estádio Raulino de Oliveira.

A partida no Kleber Andrade começou em ritmo alucinante. Empurrado por sua torcida, o Vasco foi para cima e fez do lado esquerdo a sua melhor arma para empurrar o rival para seu campo de defesa.

Aos 9 minutos, Henrique carimbou o travessão de George, que ficou sem reação após cabeçada. O castigo veio em seguida, quando Rincon aproveitou cruzamento pela direita e, sem marcação, concluiu.

O gol contra esfriou um pouco a equipe de Alberto Valentim, que quase empatou em cobrança de falta. Não fosse novamente a trave, Claudio Winck teria levado a equipe à igualdade no marcador.

O Vasco teve a bola, o domínio absoluto das ações ofensivas, ocupou o campo ofensivo, mas a equipe da Região dos Lagos manteve a organização defensiva e conseguiu manter a vantagem.

Aos 40 da etapa inicial, Ribamar empatou, mas o assistente Jackson Lourenço Massarra dos Santos assinalou impedimento. Lance difícil em Cariacica.

Em desvantagem no marcador, o Vasco iniciou a etapa final com todo o gás. Com menos de um minuto, Winck cruzou e Igor quase cabeceou contra o próprio patrimônio.

Com uma formação altamente ofensiva, a equipe viu o adversário praticamente se dedicar apenas à defesa e teve muita dificuldade para furar o forte bloqueio feito na entrada da área. Na melhor das chances criadas, Galhardo achou Rossi, que parou duas vezes em George. Em escanteio, a zaga do Vasco parou e só assistiu Bruno Lima subir para ampliar e dar números finais ao confronto.

CABOFRIENSE
George, Watson (Lucas Cunha), Bruno Lima, Igor e Marlon; Rafael Pernão, Anderson Rosa, Abuda, Marcus Vinicius (Manoel) e Gama; Rincón (Kaká).
T. Valdir Bigode
VASCO
Fernando Miguel, Claudio Winck (Yago Pikachu), Henríquez, Luiz Gustavo e Henrique; Willian Maranhão, Raul (Thiago Galhardo) e Bruno César; Rossi, Ribamar (Tiago Reis) e Marrony.
T.: Alberto Valentim
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Auxiliares: Jackson Lourenço Massarra dos Santos e Wagner de Almeida Santos
Cartões amarelos: Bruno Lima, Abuda (CAB); Henrique, Henríquez (VAS)
Gols: Rincon (CAB), aos 10 minutos do primeiro tempo; Bruno Lima (CAB), aos 33 minutos do segundo tempo.

Fonte: UOL/FOLHAPRESS

Compartilhar

0 Comentários

Ainda não há comentários!

Não há comentários no momento, você quer adicionar um novo?

Escrever um Comentário

Escrever um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados *